18.11.06

Moldura personalizada

Enquanto alguns TEM* ficam de lado por razões de vária ordem, estive a trabalhar nesta moldura para ser o primeiro trabalho a colocar aqui no Manual. Cá vai:


Primeiro, faço um estudo do que pretendo gravar no estanho. Neste caso, joguei com os nomes. Tendo em conta a moldura que pretendia forrar e os nomes com os quais pretendo personalizar as molduras, optei por esta distribuição das letras.


Após repuxar o estanho, começo a trabalhar directamente sobre a moldura de madeira. Este processo permite-me ter a certeza que as dimensões são as mais adequadas, assim como proceder a alguma alteração/adaptação, se necessário.


Eis um pormenor do trabalho. Aqui optei por um fundo cruzado. Muitas vezes, é preciso refazer o traço, tendo sempre cuidado para não romper a folha de estanho ou não a marcar demasiado, caso contrário será impossível qualquer tipo de correcção.


O resultado do trabalho sobre o estanho. A moldura já está forrada. De seguida parte-se para outro tipo de trabalho.


Forrar a parte de trás da moldura nem sempre é o mais fácil... Temos que medir bem os lados e todos os desníveis que possam haver antes de passar as dimensões para o papel de veludo autocolante. Aqui optei pelo preto.


Recorta-se e cola-se de forma a tapar o máximo possível da superfície em madeira.


Agora falta apenas envelhecer o metal utilizando pátina e, posteriormente, envernizar a moldura terminada.
Quando estiver bem seco, apresento o trabalho final.

2 comments:

velvetsatine said...

Com a tua contribuição este blog só fica a ganhar! A moldura ficou linda. :)

***

Vee said...

;)